sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Mais uns anitos e ainda me dedico às modas e bordados :D

Eh pá, eu não paro de me surpreender com a minha versatilidade. Palavra de honra, há dias em que acordo e apetece-me encher-me de beijos e abraços, rebolar sobre mim próprio por uma ladeira florida e verdejante abaixo (como nos filmes) e chegar ao fundo e abalar novamente ladeira acima, feito parvo (como nos filmes parvos :D), com um ramo de flores silvestres na mão, a correr atrás de mim.
Se eu fosse gaja, era comigo que eu gostava de passar os dias da minha vida, até à eternidade… vá, até que a morte me separasse de mim mesmo (ou um bocadinho antes).

Eu hoje fiz um pão. Um pão, mas não foi um pão qualquer. Foi um delicioso e estaladiço (mais ou menos, vá… também não é preciso exagerar lol) pão de sementes.
Bem… na realidade o que eu fiz foi despejar meio pacote de farinha para pão de sementes - do Lidl - em 3,5 decilitros de água morna, na forma da máquina de fazer pão - também do Lidl - carregar no botão e esperar duas horas e meia.
Mas o pão ficou uma categoria. Muito melhor do que o primeiro, feito pela "gaja" (eheheh, bem feito que é para ela não se pôr a "inventar"), que parecia uma esponja de estucador mal espremida eheheh.
Vai um pãozinho com manteiga?

PS. Que pena, não me lembrei de tirar uma foto… fica para a próxima.

10 comentários:

Lia disse...

pãozinho quente com manteiga a derreter.... nham nham...

Liliana disse...

@Galo
Já diz a sabedoria popular que "presunção e água benta, cada um toma a que quer"... lol
Da maneira como falas, não é nada difícil fazer o pão. Queria ver-te a gabar assim depois de fazeres um arroz de pato, ou uma lasanha, que são coisas que exigem mais dom. :)
Gosto muito de pão, mas não de sementes. Aqui perto há uma padaria que faz uns pães com um gostinho a erva doce, que ficam uma maravilha. Deliciosos! Bjs

Galo disse...

Liliana

Nunca fiz arroz de pato e lasanha muito menos (porque há cá uma senhora que não ia nem sequer querer provar), mas não questiones os meus dotes de cozinheiro.
Assados no forno são o meu forte. Desde borrego, entrecosto, perna de porco, à garopa ou pargo (de preferência pargo mulato, que tem mais gordura e menos espinhas). E agora, com o espectro dos diabetes a ameaçarem (por enquanto são só ameaças), cada vez me vou ficando mais pelos grelhados.
Ando um bocado preguiçoso (e falta-me a paciência) para fazer comer, mas ainda faço o almoço e muitas vezes o jantar.
Aprendi à minha custa, depois de ter ficado uns dias sem mulher (por doença) e ter de me sujeitar à comida e aos horários dos parentes.
Eu sei que podia (e devia eheheh) fazer mais. Encosto-me um bocado, estou doente e tal, eheheh... mas faço tudo o que for necessário em casa (menos limpar o pó e fazer a cama).
Detesto o pó (faz-me uma coceira...) e a cama deve ter sido das coisas que mais me custou a fazer, na tropa.
De Verão nem abria a cama, para não ter de a fazer ;DDD.

Olhos Dourados disse...

Fiquei com água na boca!

Galo disse...

Olhos Dourados

Com o quê? Com a primeira, ou a segunda parte do texto? eheheh

Anjo De Cor disse...

hum.... manda pra aqui uma dúzia com manteiga, heheheheh ;)
Bjs e bom fds gala prendado

PS: Fazes serviços ao domicilio?

Liliana disse...

Pois, "as dores ensinam a parir", ou, dito de uma forma mais erudita, a necessidade obriga...
Convenceste-me. Acredito que és bom cozinheiro. Por cá, ainda não há diabetes (também ainda sou uma criança... lol), mas gosto de cozinhados saudáveis - a lasanha e a comida picante de vez em quando são a excepção.
Um dia destes crio um blogue sobre cozinha! :)
Beijoca

Patrícia disse...

Qual foto qual quê. Isto devia estar sujeito a coima e das grandes. Vens pra net, com receitas e com conversas sobre comida deliciosa e comida divinal e patuscada pro pessoal nada. Nadica de nada.
Pois, eu digo-te mais... DETESTO pão quente :P

Galo disse...

Patrícia

Por ser para ti, vou guardar uma fatia no congelador eheheh.

Beijinho

Patrícia disse...

Nham... pão de sementes! Eu compro-o, e não é nada mas mesmo nada barato...