domingo, 25 de outubro de 2009

Amizade "fralda"

Tudo é descartável, neste Mundo. Tudo! Mas o que me confunde, seriamente, é o modo como se descarta a amizade.
E as amizades virtuais? Qual o valor de uma amizade virtual quando a amizade real – ou aquilo que muita gente define, levianamente, como amizade real – anda pelas ruas da amargura?
Frequentemente vejo por aí autênticas declarações de amizade eterna a simples visitantes de blogues, pessoas que nunca se cruzaram, entre as quais existe, apenas, a visão que as próprias querem transmitir de si. Uma visão que pode ser falaciosa, sabendo nós da dificuldade de o ser humano admitir os próprios erros e defeitos.
Amizade é uma palavra para a qual deveria ser necessária uma licença de utilização. Uma licença passada depois de provas concludentes, provas que denunciassem, claramente, o uso abusivo da palavra e da amizade. Porque há coisas "indescartáveis, conho. E a amizade é uma delas.
Puta que pariu os "descartadores".

14 comentários:

Lia disse...

amigos? tenho dois ou três a quem posso chamar isso... na blogosfera nem um...tenho conhecidos, ou nem isso! Tenho pessoas com quem simpatizo, mas nada mais que isso...talvez com o tempo...

e nunca serás tu, que gozas comigo por ter caído de um transporte com 4 rodas :P

Galo disse...

Lia

Hás-de receber outro tipo de "mimos" bem menos sinceros do que os meus, apesar de tudo lolol).

Lia disse...

eu sei... estava a brincar :)

Liliana disse...

Verdade, verdadinha!

eme disse...

Até na "vida real", dificilmente se encontra uma amizade incondicional, na blogosfera é pouco provável.
De qualquer das formas, penso que será um efeito da globalização, como o amor virtual que muitas vezes as pessoas (pensam que)desenvolvem.
Mas a palavra tem o peso que tem e vale o que vale, se ajuda, se conforta se anima. Vamos deixar que isso aconteça...
Claro que não chamo a isso de amizade, mas o nome que dou às coisas também vale o que vale!

Pronúncia disse...

Na vida real tenho os AMIGOS (5 meninos fantásticos), os amigos (alguns) e os conhecidos (muitos)...

Na blogosfera, como é normal simpatizo mais com uns que com outros, tenho uma convivência maior com uns que com outros. Dos que vou "conhecendo" diria que apenas 2 ou 3 poderiam integrar o grupo de "amigos" e quem sabe um dia o dos "AMIGOS"...

:)

rose disse...

Eu concordo com a Pronúncia.A diferença é que tenho cinco Amigas e um Amigo.Alguns amigos e dois ou três que "sinto"como amigos por aqui...
E vivam os amigos!!!D

Lizzy disse...

Também já tive dias que me senti assim: sem amigos ou conhecidos. Mas felizmente nunca tive dias sem 1 AMIGO. E enquanto for assim sinto-me feliz.

Olhos Dourados disse...

Infelizmente hoje em dia muita coisa é descartável.

Patrícia disse...

A maioria das pessoas não quer saber do significado da amizade e fica bem chamar toda a gente de "amigos".

Patrícia disse...

Têm 15 anos, perdoa, não sejas ruim.
Logo batem com a cabeça na parede, mas deixá-los bater. (=

Anjo De Cor disse...

Hoje em dia é tudo consome e deita fora...
Bjs*

Carla disse...

Gostei do post e adorei o titulo. Tens toda a razão!!! Amigos tenho poucos mas sei que posso sempre contar com eles :) No mundo da blogosfera não tenho nenhum e não me parece que vá ter lol (não que eu não queira, simplesmente acho difícil acontecer)**

Malena disse...

Concordo plenamente! Amigos são algo raro. Só na adolescência temos a pretensão de termos amigos a esmo. A idade adulta traz-nos a lucidez suficiente para escolhermos o grupo restrito dos AMIGOS.