quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Venham saber mais sobre mim.

A grande "meistra" Patrícia, do blogue O diário da estagiária, propôs-me que publique uma lista com oito características que, penso, melhor me definam.
Confesso que não foi tarefa fácil pois, como podem ver logo pela primeira, não é coisa que eu faça com muita facilidade.

1 - Uma das minhas características mais vincadas, é que tenho imensa dificuldade em definir as minhas características.
Se eu fosse um medicamento, seria um genérico, de certeza.

2 - Sou ansioso por natureza (ihhhh, tanta gente que eu oiço dizer o mesmo). Qualquer problemazito se transforma numa bola que depois me sobe até às "goelas", me sufoca e me põe a andar de um lado para o outro, como uma fera enjaulada do Circo Cardinalli.

3 - Sou capaz de dizer as piadas mais disparatadas nos locais e ocasiões menos próprios.
Já me vi forçado a sair de um velório para rir na rua, depois de ter "largado" uma daquelas piadas que a hipocrisia dos velórios propicia.
Um dia algum morto ainda se levanta e vem a correr atrás de mim eheheh.

4 - Sou um bocado alarve a comer e, talvez fruto de algum trauma de infância, quando a miséria era maior do que a fartura, gosto de sentir a segurança de um frigorífico bem abastecido.

5 - Considero-me um tipo de confiança. Depois de assumida uma posição, não volto atrás perante a perspectiva de vir a sair prejudicado no "negócio". Sou, portanto, um péssimo negociante.

6 - Acho que sou um pouco solitário. Gosto do convívio, especialmente da família nuclear, mas preciso do meu "espaço". Não sou muito de visitar nem de receber.

7 - Gosto de andar a pé e de pensar. Andar a pé em locais ermos e frios, proporcionam-me o isolamento ideal de que necessito para pôr as ideias em dia.

8 - Parece que com a idade estou a ficar mais "intuitivo". Ainda não cheguei àquela fase em que um homem "não tem dúvidas e raramente se engana", mas o meu dedo mindinho cada vez acerta mais. Só não acerta é nos números do Euromilhões.

E pronto, ficaram assim a saber mais um pouco sobre mim (já faltou mais para saberem a cor das minhas cuecas eheheh).
Como vem sendo hábito - até porque os desafios andam tão disseminados que dificilmente arranjaria alguém que não tivesse respondido a este - considerem-se todos convidados.

8 comentários:

Cor do Sol disse...

De que cor são as tuas cuecas?lol

mjf disse...

Olá!
Gostei de te conhecer...
Hoje conheço-te melhor que ontem:=)
eheheh

beijocas
ps- tens mau feitio????

a estagiária disse...

mjf, então não se vê logo que sim?? :)

Ele é assim mauzão e gozão.. mas no fundo até é boa pessoa... ;)

Patrícia disse...

Também já chorei a rir num velório, enquanto o padre fazia a sua palestra na casa mortuária, que antecede todo o cortejo fúnebre até ao cemitério. Cada vez que me lembro dá me vontade de me mutilar, a mim e às outras 3 gajas da famelga, que tornaram o riso completamente descontrolado. Um dia conto isto, com pormenores.
Frigoríficos cheios são um óptimo cartão de visita. Adoro receber gente em casa e ter armários cheios de tudo!
Essa do andar a pé já me tinha apercebido. E sempre com a cadela como companhia, certo? =)

Beijinhos aí para a capoeira!

Galo disse...

Cor do Sol

Hoje são cinzentas mas daqui por uma semana devem ter tonalidades amareladas na frente e acastanhadas a trás.
(Caporcaria eheheh)

Olhos Dourados disse...

Olha, acho que combinam contigo!;)

dinona disse...

Eu também sou super ansiosa.
Até costumo dizer que hei-de morrer do coração por ser tão ansiosa... fico completamente com o coração aos pulos.

E até me atrevo a dizer que é fotógrafo de profissão, pela ceninha dos flashes (das camaras?) e das campainhas (das pessoas a entrarem pla porta?)

Acertei?

Bjocas

Galo disse...

Ai dinona, não jogues no euromilhões esta semana, que não estás em maré de sorte.
Fotógrafo amadorzinho, com uma Sony de bolso e de 4Mega pixels.
Amador e pobrezinho eheheh.