terça-feira, 8 de setembro de 2009

Give me a break

Decididamente eu não ando muito bem. Acho que entrei novamente naquela fase em que adormeço em todo o lado, menos na cama.
Uma das últimas vezes em que isso aconteceu, a brincadeira saiu-me cara e podia ter sido bem pior. Não fosse o rail da auto-estrada e a esta hora estaria a discutir com o S. Pedro as condições de aluguer de um apartamento no céu, com vista para o paraíso.

É verdade que eu nunca dormi muito bem. Ou porque andava "entretido" até tarde, quando era solteiro (na tropa cheguei a adormecer em pé, com a arma às costas e encostado à guarita, a olhar para o mar lol), ou porque com a idade comecei a ter minhocas na cabeça e à menor contrariedade fico acordado toda a noite, a pensar na solução para o problema (ou levanto-me e vou resolver o problema, nem que seja de madrugada lol).

Mas este problema não tem solução, ou não está nas minhas mãos. Por isso sinto-me um animal enjaulado, claustrofóbico, paranóico. Por vezes tenho a impressão que o céu está tão perto da terra que vou ficar entalado na nesga de horizonte que resta. Ando assim semanas seguidas. Deito-me e sinto-me esmagado pelo tecto do quarto. Não consigo concentrar-me em mais nada que não seja no problema sem solução. Desejo que o tempo passe depressa. Quero saber, preciso saber, preciso voltar a respirar sem esta opressão no peito. Quero ter a certeza que aquela tosse, aquele espirro, aquela dor, aquele cansaço, aquele formigueiro na cara, são apenas isso. Quero ver-me livre daqueles corredores sinistros, daqueles olhares sinistros, daqueles cheiros sinistro do hospital. Quero sair dali para fora, encher o peito de ar e voltar a ver o Mundo como ele é.
Por mais seis meses.

4 comentários:

opinião própria disse...

He! Pá! A coisa está preta...

White_Fox disse...

Espero que corra tudo bem! Pensamento positivo!
abraço

a estagiária disse...

Comigo também funciona assim.. Um problema mais bicudo e lá se perdem noites de sono... e quanto menos durmo mais bicudo o problema me parece.. É importante dormir..
Perante um problema da dimensão do teu nunca estive.. e não imagino sequer como será.. nesses casos a ajudinha de um calmante ou algo do género imagino que só fazia bem.. Não dormir não vai adiantar nada a não ser ficares ainda mais ansioso..
Entretanto resta esperar né? Faço figas para que tudo corra pelo melhor..
Um beijinho cheio de força..

Patrícia disse...

6 meses passam num instante. Até para nascer um filho são precisos mais 3. Há que pensar que isto agora custa, mas que depois do tempo passado, será, concerteza que será, bem melhor, com direito a ver o Mundo como ele é, não te aconselho, mas com direito a vêres o teu Mundo como tu queres que ele seja, tenho a certeza que sim!
Sem me alongar: também sou nova, sem qualquer problema grave de saúde, e as insónias provocadas pela ansiedade de um ano pouco bom levaram-me algumas vezes a correr ao hospital às tantas da madrugada. Já olhavam para mim com aquele ar de quem pensa "esta miúda é psicótica, toma lá umas drogas para dormires que nem uma pedra e não voltes mais aqui". Até que pensei: "não! afinal quem é que manda aqui? sou eu!" Depois de muita força de vontade e amor-próprio voltei a vêr o meu Mundo como eu quero que ele seja. =)
Força nisso! Vamos cá estar a ouvir as tuas caricatas histórias que de certeza te vão surgir, esperando eu que sejam caricatas com sorrisos na ponta.

Plim Plim ! *