domingo, 31 de janeiro de 2010

Estou doze dias mais morto

Não é por nada! Não estou doente (pelo menos mais do que o costume), não ando em obras (estão paradas, à espera de melhores dias), nem tenho feito nada de especial. Ando triste e não me tem apetecido.
Fui sempre de pensar muito, de "encornar" dias e noites a fio. Mas nos últimos cinco anos tenho pensado ainda mais e um dos pensamentos que me ocorre com frequência, é sobre a morte. Sobre o modo como a morte vai tomando conta da vida, desde o dia em que nascemos.
Podemos morrer de repente, é verdade. Mas, ainda assim, já vínhamos a morrer desde o primeiro minuto de vida. Simplesmente aconteceu algo imprevisto que interrompeu o processo. Se não, "ela" continuaria lenta, mas implacável, a matar-nos um pouco, todos os dias.
E foi assim que, nestes 12 dias em que estive sem vir ao blog, morri doze bocadinhos.
Estou doze dias mais morto!

Agora fiquem com a minha menina.



São seis da manhã.
O que é que eu estou aqui a fazer?

18 comentários:

Lia disse...

e eu estou 4 minutos mais morta que é o tempo que demorei a ler, ver o video e comentar..a vida é de sentido unico...

Um dia a minha Lucky vai ser como a tua Nina, por enquanto é só uma tola que se lhe tiro a trela corre até a perder de vista e depois tenho que esperar eternidades até que se digne a regressar, qd já não houver nenhuma ervinha para cheirar...

dinona disse...

Bem vindo :)

Epah, a tua cadelinha tem um focinho tão lindo... e fica mesmo irresistível a festinhas com aquela trela na boca.
E é super esperta, aquela parte de ela se enfiar pelo meio das pernas pra cá e pra lá, pra cá e pra lá é mesmo à artista.

Em relação ao tema do teu post... todos nascemos para morrer, uns mais cedos e outros mais tarde. É um ciclo da vida normal e por mais que nos faça confusão não nos podemos permitir a que a nossa vida seja perturbada por esses pensamentos, porque senão paramos de existir por causa do medo.

Tenta não pensar é muito nisso e dedica-te às coisas que te dão prazer nesta vida :)

Mariquita disse...

É por isso que eu não consigo acreditar naquelas pessoas que dizem não acreditar em nada. Não falo de acreditar em Deus. Falo de acreditar em qualquer coisa. Isto tudo (leia-se a vida) é demasiado mágico para ser só isto. E não sei muito bem como é que essas pessoas conseguem viver. Não penses assim! Qualquer dia estás em depressão!!

Que linda cadelinhaaaa!! E que artista! xD

Bailarina disse...

Bem, eu costumo dizer a que a unica certeza que temos na vida, é a morte!! 8)
Bjinho*

Ana disse...

Que rodas baixas mais esperta, parecia cadela de competição na prova dos obstáculos no meio das pernas! Muito gira, tem um penteado todo wild!

S* disse...

Welcome back honey! Tu podes estar meio falecido, mas a cadela é gira e bem viva!

S* disse...

Como é que ela aprendeu esses truques? Os meus caes sao burros que nem portas.

Anna disse...

Estares aqui às 6 da manhã é rebelares-te contra a morte!! Well done!

É bom ouvir-te de volta!

Suponho que haja fases como essas na vida de todos nós... Que a morte vá roubando pedacinhos de nós desde o momento em que nascemos, é inegável... mas tendo consciência disso, devemos fazer por ir aproveitando tudo da melhor forma e tentar ignorar esse factor que vem cilindrando tudo lá atrás de nós...

Faz-me falta o teu sentido de humor! A ver se o trazes de volta!
:)

Malena disse...

Morreste 12 bocadinhos mas todos nós morremos outros 12 contigo!
A morte vai-nos afligindo mais com o passar do tempo. Os familiares e os amigos que começam a desaparecer...as angústias que nos ensombram os dias e as noites de vez em quando... Vá lá! Agita as asas, dá vida às penas e lança o teu canto aos quatro ventos! Exorcizar a tristeza afugenta a senhora negra!
Forte abraço

Ps: A "lingrinhas" é uma delícia!

Anira the Cat disse...

Todos os dias morremos um pouco... A questão está em fazer render isso!

Bjokas

Malena disse...

Voltei! Caraças pá! Fizeste-me regressar ao teu post e chorar!!
Bjnhs

Patrícia disse...

estás a matar saudades nossas:P

Olhos Dourados disse...

Tu não andas muito bem.

Pinkk Candy disse...

onde está o Galo sempre bem disposto, hein?! voltaaaaa

wake-up xD

xoxo

Pronúncia disse...

Estás a provar que estás vivo! :)

Sara* disse...

Antes de mais, a tua menina é a verdadeira artista, a minha menina também passa pelas minhas pernas, mas só quando anda a correr feita doida e vai contra elas loll. Segurar na trela não é para ela, ou seguro eu, ou vai a arrastar pelo chão.... vendo bem, a minha menina é uma mal educada lolll

Em relação aos teus pensamentos, já andei numa faze assim, e pior é quando começas a pensar na morte em relação as pessoas que gostas, e depois apercebes-te que nao podes pensar nisso, com medo que atraia, é horrivel.
Vai aproveitando cada dia, e dando graças aquilo que vamos tendo todos os dias.
Quando achares que estás mal, pensa que muito boa hente não tem uma migalha sequer daquilo que tu tens.
Beijo grande e animo, o dia hoje parece que vai estar bonito, olha pra o sol e sorri.

Pocahontas na Cidade disse...

Só tenho uma coisa a dizer:
Alguém vai ficar sem cadela!! :)

ihih

Muito meiga :) Gostei da bichana!

Já agora quem era aquele bonitão que apareceu no video?

Beijinho :)

Liliana disse...

Olha, amigo, seguindo a tua linha de raciocínio, este vídeo acaba de atrasar a minha morte doze dias, tal a satisfação com que me deixou ao vê-lo! :)

Zé Galo, não sou ninguém para te dar conselhos, mas talvez te fizesse bem apanhar um solinho, sair do buraco e divertires-te a fazer aquilo de que mais gostas. É que cheira-me a depressão e isso, meu amigo, é uma melga, nunca mais se põe longe...

Não sei bem o que te dizer, mas, definitivamente, deves procurar uma onda mais positiva. E, se isso te ajudar, deixa-me dizer-te que senti a tua falta (eu e todos os que por aqui andam). Vai aparecendo e contando coisas. Assim, despejas o que te vai na alma e alegras-te um bocadinho, está bem?

Beijoca